As duas formas de pedalar têm as suas vantagens.

Quando pedalamos sentados utilizamos menos músculos e mantemos a maior parte do nosso corpo relaxado. Ao sair do selim, precisamos envolver muito mais o tronco e membros superiores no movimento, e realizar movimentos mais amplos. Isso aumenta a demanda de oxigênio e eleva a frequência cardíaca, resultando em percepção de esforço ampliado e desgaste físico.

Mas, por outro lado, a pedalada em pé é uma habilidade importante na hora de entregar mais potência, acelerar com agilidade, transpor obstáculos e até mesmo na hora de descansar!

As alternativas têm mais a ver com o estilo do ciclista do que com uma técnica a ser treinada. Portando você deve tentar e descobrir qual melhor se adapta ao seu estilo de pedalar. ;)